Category: Outros

8 dicas para melhorar a relação com o usuário

8 dicas para melhorar a relação com o usuárioA relação com o usuário demanda cuidados. Qual Analista de Sistemas que nunca teve problemas com seus Usuários? E qual Usuário que nunca teve problemas com seus Analistas?

Essa relação é, culturalmente, carregada de pré-conceitos estabelecidos desde que se começou a desenvolvedor software neste mundo.

No fim, sempre o projeto paga a conta. Mas precisa ser assim?

A “culpa” é sempre do Usuário (conforme o ponto de vista do Analista), ou a “culpa” é sempre do Analista (conforme o ponto de vista do Usuário)?

(more…)

O que é Regra de Negócio?

Deduzo que antes do lançamento do microcomputador o termo regra de negócio era algo interpretado totalmente isolado dos softwares empresariais, ou talvez nem fosse um termo conhecido pelas pessoas.

Nos tempos atuais é difícil encontrar alguém que entende regra de negócio como algo isolado do software. Quando se fala “regra de negócio”, praticamente “sempre” é no contexto de um sistema.

É possível uma empresa mais arcaica viver sem software, mas não consegue viver sem regras de negócio.
(more…)

O que é Requisito Funcional

O que é um Requisito Funcional? Vamos primeiro ao que é Requisito. Requisito é uma exigência, solicitação, desejo, necessidade.

Quando falamos de um Requisito Funcional estamos nos referindo à requisição de uma função que um software deverá atender/realizar. Ou seja, exigência, solicitação, desejo, necessidade, que um software deverá materializar.

Um Requisito Funcional é um Requisito de Software.

O que é Requisito Funcional - Relacionamento entre Requisitos

É comum os profissionais de engenharia de software associarem a ideia de um requisito funcional a uma tela, uma rotina, que no fim serão as funcionalidades de fato de um sistema.

Mas é necessário entender que uma funcionalidade não necessariamente realizará apenas um Requisito Funcional. 

Uma funcionalidade pode realizar vários Requisitos Funcionais – significa que em uma funcionalidade um ou mais Requisitos Funcionais podem ser atendidos, não necessariamente apenas um. Se pensarmos em multiplicidade, uma funcionalidade pode realizar um ou muitos Requisitos Funcionais (1.. *).
(more…)

Exemplos de Requisitos Não Funcionais

Após a publicação do post O que é um Requisito Não Funcional vários leitores solicitaram exemplos de Requisitos Não Funcionais especificados. Sem dúvida que ver a especificação produzida ajuda muito a entender o que deve ser feito.

Neste post temos um exemplos de Requisitos Não Funcionais para cada uma das categorias existentes para este tipo de requisito. Observem o nível de detalhe de cada requisito especificado, isso é um dos fatores mais importante neste trabalho.
(more…)

Priorização de Requisitos

Priorização de Requisitos
Só não há a necessidade de realizar a Priorização de Requisitos em projetos onde os recursos são ilimitados.

Mas projetos com recursos ilimitados existem?

Não, obviamente.

E por esta realidade que precisamos escolher o que será “feito primeiro” e o que será “feito depois”.

Não é possível todos os requisitos terem a mesma prioridade.

Em projetos em que se acredita que sim, todos tem a mesma prioridade, observe e verá que a probabilidade de sucesso é muito baixa.

Requisitos e Escopo

Quando falamos em escopo do sistema (não escopo do projeto), estamos falando de requisitos (tanto funcionais quanto não funcionais, e também regras de negócio)

Obs.: para entender a diferença entre requisito e regra de negócio, veja este post).

A grosso modo, vamos entender como requisito tudo aquilo que deve ser feito no sistema, que compõe o escopo do sistema. Se quiser saber mais sobre Requisito de Software, veja mais aqui.
(more…)

Design Pattern Facade

Façade

Façade

Façade (ou Fachada, em português) é um termo muito oriundo da área de Arquitetura.

A grosso modo, podemos entender como a parte de fora de uma construção, que isola o mundo exterior o mundo interior.

Quando levamos o conceito para a Engenharia de Software, focando a arquitetura/estrutura de um sistema, do ponto de vista de semântica, a ideia é a semelhante.

Estruturalmente falando, isolamos partes do sistema (sub-sistema) com o uso de uma fachada (façade) e somente através dela (passando por ela) é que temos acesso ao sub-sistema.

/* Quando me refiro a “sub-sistema” pode se tratar de várias coisas: uma classe/objeto, um conjunto de classes/objetos [biblioteca, framework, API etc.], um módulo de um sistema, um conjunto de webservices etc. Neste post vamos nos referir sempre a sub-sistema, para padronizar o uso do termo no texto e facilitar o entendimento. */
(more…)

Glossário de Termos em Projetos de Software

Glossário de Termos em Projetos de Software

No passado tudo era arquivo chm

Me lembro de quando tínhamos como sistema operacional “default” o Windows 95 e logo após o Office 97, eu costumava procurar no help do Windows e do Office por significados de termos técnicos, para entender melhor algumas coisas. (more…)

Valores do Manifesto Ágil – Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas

Os valores do Manifesto Ágil dizem muito nas entrelinhas.

A partir deste post, vamos comentar cada um dos Valores e os Princípios do Manifesto Ágil tentando ler um poucos das entrelinhas do conteúdo do manifesto.

valores do Manifesto Ágil

Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas

Neste contexto, indivíduos são pessoas e interações é o relacionamento entre estas pessoas. Processos são processos, e ferramentas são ferramentas.

O Manifesto Ágil prega que humanizar projetos e o contato humano intenso são fundamentais para o sucesso de projetos ágeis; eu não discordo disso. Fazer software não é como fazer um carro, é linha de produção x produção artesanal.
(more…)

Manifesto Ágil

Manifesto Ágil
Estamos publicando alguns posts com os Valores e Princípios do Manifesto Ágil, comentados.

Por trás do Manifesto Ágil há muito o que refletir sobre suas entrelinhas, vamos aos poucos extraindo o espírito da letra. O original se encontra aqui.
(more…)