O cliente difícil e a definição de escopo

Definir escopo do software com cliente dificil“Quem nunca” precisou definir escopo de um sistema, e se deparou com um cliente complicado, impositivo, “difícil”?

Em projetos de software isso ocorre com alguma frequência, e é um desafio que todo bom Analista de Sistemas precisa saber lidar para ter sucesso ao definir escopo junto aos seus usuários.

Seria muito mais fácil se pudéssemos escolher com quais usuários queremos trabalhar, quais clientes queremos atender. Mas na vida real isso não ocorre desta forma, e trabalhar as virtudes é essencial para superar esse desafio.

Definir escopo e o sucesso em projetos de software

Todos os dias, em qualquer lugar da Terra, profissionais da área de software se perguntam: “O que precisamos fazer para os nossos projetos darem menos problemas?”. E todos os dias, inventam-se mil e uma técnicas milagrosas (ou não) para solucionar isso.

Eu defendo muito que, independente da técnica, tecnologia, método etc. o fator cultural/social pesa muito, muito mesmo, no sucesso dos projetos.

E quando falamos de projeto, de qualquer natureza que seja, definir escopo é algo essencial, que merece a maior atenção, pois ao definir escopo de maneira errada, não adianta método, técnica, melhores profissionais etc., as coisas darão errado, fatalmente.

Segue uma breve reflexão no vídeo abaixo, de um bate papo com nossos alunos, sobre o cliente difícil que sempre encontramos neste momento mais crítico do projeto, que é a definição do escopo do que será feito.

Grande abraço!

Engenharia de Software